Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil e notas

Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil.

Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil.

A Corregedoria Nacional da Justiça (CNJ) regulamentou o Provimento 16, no ano de 2012, desburocratizando o reconhecimento tardio espontâneo de paternidade. Desde então, é possível reconhecer a paternidade em qualquer cartório de registro civil do Brasil, sem custos ou por meio de escritura pública no cartório de notas.

Existem diversas formas de manifestar o reconhecimento de paternidade, as soluções que demandam menos tempo e recursos, estão disponíveis nos cartórios extrajudiciais e listamos abaixo as recomendações necessárias para entrada em um pedido desta natureza:

  • Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil – genitora (mãe) ou responsável: A genitora ou responsável pode requerer o reconhecimento de paternidade em qualquer cartório de registro civil, independente de onde tenha sido realizado o registro inicial do filho. Será necessário o preenchimento de um formulário disponível no próprio cartório, após, o caso será conduzido pelo Ministério Público em ação de investigação de paternidade, acumulando o pedido de alimentos.
  • Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil – genitor (pai): O genitor pode requerer o reconhecimento de paternidade tardia espontânea, diretamente no cartório de registro civil, independente do cartório que registrou o nascimento do filho, porém a genitora deverá acompanhar a manifestação desta informação, em caso do filho menor de idade; os pais deverão estar munidos de seus documentos pessoais originais e a certidão de nascimento original do filho. Caso o filho já tenha atingido a maioridade, o genitor e filho deverão comparecer no cartório, munidos de seus documentos pessoais e originais, certidão de nascimento original do registrado, comprovantes de residência e certidões dos distribuidores forenses (da Justiça Estadual – distribuição criminal execuções criminais; da Justiça Federal – distribuição cível e criminal e execuções criminais; certidão de protesto no Cartório de Protesto e antecedentes criminais).

Atualmente, mais de 7 mil cartórios de registro civil do Brasil estão habilitados para realizar o processo de reconhecimento, para consultar qual cartório de registro civil está apto para registrar o ato, acesse o site do CNJ clicando aqui.­­­­­

Caso o reconhecimento da paternidade não seja efetuada no mesmo cartório de registro civil onde consta o registro inicial, haverá comunicação interna entre os cartórios visando a atualização deste registro.

O procedimento do reconhecimento da paternidade no cartório de registro civil não gera custas, as custas geradas serão para a emissão de uma nova certidão no cartório de registro civil onde foi feito o registro original do filho, constando a averbação do reconhecimento.

  • Reconhecimento de paternidade no cartório de notas: Esta opção é indicada para quando o genitor não reside mais no mesmo município/estado que a genitora, impossibilitando o comparecimento dos genitores no cartório de registro civil. O genitor se dirige ao cartório de notas, em qualquer tempo, e requisita uma Escritura Pública de Reconhecimento de Paternidade, munido de seus documentos pessoais originais e cópia da certidão de nascimento do filho. Para que este ato surta efeito, a genitora deverá averbar a informação no cartório de registro civil que procedeu com o registro de nascimento.

O valor da escritura pública é tabelado pela Tabela de Custas Extrajudiciais disposta pela Corregedoria Nacional da Justiça e disponível para consulta em todos os portais dos Tribunais de Justiça dos estados brasileiros.

366 thoughts on “Reconhecimento de paternidade no cartório de registro civil e notas
  1. Bom dia!
    tenho um filho de 7 anos ele nasceu e mora na Bahia eu moro em São Paulo e o suposto pai da criança também. Tenho endereço dele, mais meus pais que estão responsáveis pela criança foi no cartório da cidade para que o pai faça o reconhecimento de paternidade e até hoje não foi nada resolvido.Há sei anos atrás falaram que precisavam do endereço do pai da criança que sem o endereço não poderiam fazer nada, três anos depois consegui o endereço e nada foi resolvido ainda.Quanta demora para um pai reconhecer seu filho , não tenho dinheiro para pagar um advogado e sei que o governo recebe imposto do meu bolso , não estou obrigando ninguém a nada só estou cobrando um direito meu como cidadã.Possa ser que eu esteja errada mais preciso do nome do pai do meu filho na certidão de nascimento dele porque mais cedo ou mais tarde ele vai cobrar isso de mim

      • O que levará séculos e séculos para resolver, e ainda não será resolvido. Sei disso pq procurei a defensoria e até hj nada foi resolvido e nem deram continuidade do processo, sendo que eu por diversas vezes fui cobrar.

          • Oi gostaria de tirar uma dúvida o pai da minha filha esta preso e registrei ela só no meu nome por problemas de doença genética que ela tem mais quero saber como faco pra registrar ela no nome dele ? por favor poderia me ajudar?

          • Bom dia pessoal meu filho tem 7 meses foi registrado mais nao pelo pai biologico e o pai dele biologico me procura pra resolver essa historia e registrar meu bebe com o nome dele me pergunta onde vai e oque fazer mais eu nao sei ainda sou menor

          • Boa noite gostaria de saber eu estou 2 anos sem autenticar a certidão de nascimento do meu filho será que eu posso ainda autenticar ?

        • Fran vc deve ter pego um advogado muito ruim, meu caso foi resolvido ŕapidinho e ainda recebi a pensão acumulada tudo direitinho, quer um Conselho fique no pé do advogado, não de uma folga vc vai ver como isso se resolve rápido

        • Olá, meu pai quer me registrar depois dos meus 35 anos, mas no momento eu estou fora do país, no meu registro só consta o nome de minha mãe, qual a maneira correta de fazer isso?

      • ola boa tarde moro com meu esposo e meu filho ja esta com 17 6 anos ele sempre enrolou para registrar ele ele esta apenas no meu nome ele quer registrar e fala que e caro eu pago algum valor para registrar ele com nome do pai depois de 16 anos?

        • ola boa tarde moro com meu esposo e com meu filho ele ja esta com 16 anos ele sempre enrolou para registrar ele, ele esta apenas no meu nome ele quer registrar agora e fala que e caro eu pago algum valor para registrar ele com nome do pai depois de 16 anos?

          • Olá registrei meu filho sozinha pois meu companheiro estava em outra cidade hoje meu filho está com 8 messes e já esramos morando com o seu pai formos no cartório e não conseguimos resgistra ele pois falaram que precisamos ir na cidade que ele foi registrado no meu nome

          • O reconhecimento da paternidade pode ser feito sem custos e a qualquer tempo, sendo solicitado pela mãe da criança, pelo próprio filho maior de 18 anos ou ainda pelo pai que deseja confirmar sua paternidade. Toda mãe pode apontar o suposto pai em qualquer cartório de registro civil do país, e o Ministério Público também pode ser acionado para iniciar uma ação de investigação de paternidade acumulada com o pedido de alimentos.

            O programa Pai Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desde 2010 facilita o reconhecimento de paternidade no país e já possibilitou mais de 40 mil reconhecimentos espontâneos tardios, geralmente em mutirões realizados em escolas, sem necessidade de advogado e sem custos para o pai ou mãe.

      • Conheço meu pai a um ano, e ambos queremos que ele me registre, tenho 25 anos e queremos um reconhecimento sem burocracias porque como eu sou maior de idade, não preciso de pensão, em quanto tempo fica pronto? Existe custo? E precisa ir para o juiz e fazer dna já que eu ele é minha mãe queremos ir juntos para o cartório fazer esse reconhecimento?

      • Bom dia, estive hoje no cartório, para saber o valor da inclusão do nome do pai do meu filho na Certidão, me cobraram, 219,00 reais + 200 para abertura de firma e autenticação.

    • O cartório não recebe nada do governo, mas tem que saber o nome, endereço completos da pessoa, se possível telefone, e-mail, documentos pessoais, aí o cartório envia para ao Ministerio publico…

    • Vc está certinha em querer o nome do pai bo registro do seu filho..eu também to cm uma ação d investigação de paternidade pq o pai da minha filha se nega a registra la como filha ..entao entrei com uma ação contra ele no começo eu procurei o fórum pra mim não adianto nada vinha de la desanimada e muitas vezes chorando minha filha tem dez anos..la no fórum e muito difícil pq o pai dela norava em outra cidade e eu nem o endereço tinha. Fui atrás de uma advogados particulares mas muitos nao quis a minha causa por ele morar longe .mas Deus e fiel e eu semprei coloquei essa causa nas mãos dele. E Deus foi e preparo uma advogada abençoada ela ja encontro o pai d ninha filha a carta precatória ja foi enviada o pedido d dna tsmb ja foi pedido so estamos aguardando agora a justiça marca a audiência. .vcs q passa por isso nunca desista e coloca Deus sempre na frente

    • Bom dia. Tenho um bebê de 3 meses registrado somente no meu nome. O pai disse que se mudou para MG pouco antes do nascimento do bebê e não quer reconhecer a paternidade. Já tenho um processo de alimentos gravídicos que foi indeferido porque eu não tinha “provas suficientes” da paternidade. Enfim, agora que o bebê nasceu e poderiamos fazer Dna como prova de paternidade, não tenho o endereço atual do pai, mas tenho vários outros dados como número do RG, filiação, endereço antigo. Me disseram que para dar andamento no processo, preciso conseguir o endereço atual. Preciso mesmo ir atrás desse endereço? Eu não teria como anexar os dados ao processo para que a justiça consiga localizá-lo?

    • Eu sempre morei com minha avó e estou resistrado só no nome da minha mãe, mas meu pai quer reconhecer a paternidade. O que ele e eu precisamos levar ao cartório para fazer esse procedimento?

      • Olá Lucas,

        O genitor pode requerer o reconhecimento de paternidade tardia espontânea, diretamente no cartório de registro civil, independente do cartório que registrou o nascimento do filho, porém a genitora deverá acompanhar a manifestação desta informação, em caso do filho menor de idade; os pais deverão estar munidos de seus documentos pessoais originais e a certidão de nascimento original do filho. Caso o filho já tenha atingido a maioridade, o genitor e filho deverão comparecer no cartório, munidos de seus documentos pessoais e originais, certidão de nascimento original do registrado, comprovantes de residência e certidões dos distribuidores forenses (da Justiça Estadual – distribuição criminal execuções criminais; da Justiça Federal – distribuição cível e criminal e execuções criminais; certidão de protesto no Cartório de Protesto e antecedentes criminais).

  2. Oi tenho uma filha de 7 anose o pai quer reconhece
    Moramos na mesma cidade
    e tambem e onde minha filha nasceu o que precisa pra ele reconhecer a filha e quais sao os custos obrigado

  3. O pai do meu filho ia fazer o reconhecimento tardio espontâneo, sendo que ele adoeceu e se encontra internado em estado grave em um hospital . Como devo agir agora? Quero que meu filho seja reconhecido.

  4. Eu fui registrado inicialmente pelo meu avô, depois minha mãe se casou e o marido me registrou como filho dele e agora eu encontrei meu pai biológico e queria ter o nome dele nos meus documentos. Como proceder?

    • Seção II

      Da Paternidade Socioafetiva

      Art. 10. O reconhecimento voluntário da paternidade ou da maternidade socioafetiva de pessoa de qualquer idade será autorizado perante os oficiais de registro civil das pessoas naturais.

      § 1º O reconhecimento voluntário da paternidade ou maternidade será irrevogável, somente podendo ser desconstituído pela via judicial, nas hipóteses de vício de vontade, fraude ou simulação.

      § 2º Poderão requerer o reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva de filho os maiores de dezoito anos de idade, independentemente do estado civil.

      § 3º Não poderão reconhecer a paternidade ou maternidade socioafetiva os irmãos entre si nem os ascendentes.

      § 4º O pretenso pai ou mãe será pelo menos dezesseis anos mais velho que o filho a ser reconhecido.

      Art. 11. O reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva será processado perante o oficial de registro civil das pessoas naturais, ainda que diverso daquele em que foi lavrado o assento, mediante a exibição de documento oficial de identificação com foto do requerente e da certidão de nascimento do filho, ambos em original e cópia, sem constar do traslado menção à origem da filiação.

      § 1º O registrador deverá proceder à minuciosa verificação da identidade do requerente, mediante coleta, em termo próprio, por escrito particular, conforme modelo constante do Anexo VI, de sua qualificação e assinatura, além de proceder à rigorosa conferência dos documentos pessoais.

      § 2º O registrador, ao conferir o original, manterá em arquivo cópia de documento de identificação do requerente, juntamente com o termo assinado.

      § 3º Constarão do termo, além dos dados do requerente, os dados do campo FILIAÇÃO e do filho que constam no registro, devendo o registrador colher a assinatura do pai e da mãe do reconhecido, caso este seja menor.

      § 4º Se o filho for maior de doze anos, o reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva exigirá seu consentimento.

      § 5º A coleta da anuência tanto do pai quanto da mãe e do filho maior de doze anos deverá ser feita pessoalmente perante o oficial de registro civil das pessoas naturais ou escrevente autorizado.

      § 6º Na falta da mãe ou do pai do menor, na impossibilidade de manifestação válida destes ou do filho, quando exigido, o caso será apresentado ao juiz competente nos termos da legislação local.

      § 7º Serão observadas as regras da tomada de decisão apoiada quando o procedimento envolver a participação de pessoa com deficiência (Capítulo III do Título IV do Livro IV do Código Civil).

      § 8º O reconhecimento da paternidade ou da maternidade socioafetiva poderá ocorrer por meio de documento público ou particular de disposição de última vontade, desde que seguidos os demais trâmites previstos neste provimento.

      Art. 12. Suspeitando de fraude, falsidade, má-fé, vício de vontade, simulação ou dúvida sobre a configuração do estado de posse de filho, o registrador fundamentará a recusa, não praticará o ato e encaminhará o pedido ao juiz competente nos termos da legislação local.

      Art. 13. A discussão judicial sobre o reconhecimento da paternidade ou de procedimento de adoção obstará o reconhecimento da filiação pela sistemática estabelecida neste provimento.

      Parágrafo único. O requerente deverá declarar o desconhecimento da existência de processo judicial em que se discuta a filiação do reconhecendo, sob pena de incorrer em ilícito civil e penal.

      Art. 14. O reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva somente poderá ser realizado de forma unilateral e não implicará o registro de mais de dois pais ou de duas mães no campo FILIAÇÃO no assento de nascimento.

      Art. 15. O reconhecimento espontâneo da paternidade ou maternidade socioafetiva não obstaculizará a discussão judicial sobre a verdade biológica.

      • Olá bom dia meu nome é Sylvio eu tenho um enteado de 16 anos e queremos registrar o meu nome junto ao dele, só que ele nasceu em outra cidade como faço, pode me disser o custo em média desde já obrigado??

  5. Tenho um filho de 14 dias e quero o nome do pai no registro mais o pai encontrace preso e não Tenho contato com ele n sei se ele vai registrar pa eu faço

    • Olá Bruna, como vai?

      O reconhecimento de filho por interno em estabelecimento prisional do Estado poderá ser manifestado mediante instrumento particular, cuja autenticidade será afirmada pela autoridade administrativa incumbida da respectiva custódia.
      Quando quem reconhece for analfabeto ou estiver impossibilitado de assinar, a autoridade administrativa fará constar a leitura em voz alta, perante duas testemunhas, colhendo as respectivas assinaturas e a impressão digital do preso.

  6. Tenho um filho de 14 dias e quero o nome do pai no registro mais o pai encontrace preso e não Tenho contato com ele n sei se ele vai registrar como eu faço pra ter o nome dele no registro

    • Olá Bruna, como vai?

      O reconhecimento de filho por interno em estabelecimento prisional do Estado poderá ser manifestado mediante instrumento particular, cuja autenticidade será afirmada pela autoridade administrativa incumbida da respectiva custódia.
      Quando quem reconhece for analfabeto ou estiver impossibilitado de assinar, a autoridade administrativa fará constar a leitura em voz alta, perante duas testemunhas, colhendo as respectivas assinaturas e a impressão digital do preso.

  7. Gente Quero registar minha filha e a mãe se nega a fornecer as informações ou cópia da certidão oque devo fazer e se ela registou minha filha em nome de outro?

  8. Olá gostaria de saber se quando Há o reconhecimento da paternidade muda a data de registro que fica na certidão de nascimento!! Por exemplo meu filho é nascido em novembro e o pai foi reconhecer so em Junho!!Na certidão de nascimento vai ficar com essa data e registro? Agradeço

  9. Ola boa noite bom tenho 22 anos Gostaria que meu pai me registrar se sugeri a ele que pagar se o exame de DNA mas ele me disse para procurar lugar que fizesse de graça que ele faria gostaria também de saber se tenho direito alguma coisa Pois ele nunca me deu nada

    • Às vezes as Defensorias Públicas ou Ministérios Públicos possuem convênio para a realização do exame gratuitamente ou com um desconto. Onde trabalho por exemplo custa 145,00. Consulte esses órgãos e informe-se. Se esses não tiverem, a opção é pagar mesmo. Lembrando que se vc entrar com ação judicial de investigação, seu suposto pai será obrigado a custear o exame. Por que então vocês não dividem o valor.

  10. Oi
    Somos um casal de lesbica, e tem um amigo nosso que nos ajudou pra geral nosso bebe.
    So que eu e minha companheira queremos registrar o bebe com nosso nome e ter um papel onde esse amigo assine deixando que minha companheira registre o bebe no nome dela…. Pf me responde

    • Olá Edilson, como vai?

      Todas as custas praticadas pelos cartórios seguem uma tabela de emolumentos definida de acordo com cada estado. Desta forma, é possível confirmar esta informação consultando a tabelas de emolumentos do seu estado.

    • Procede sim. Há uma taxa para cada ato. Termo de reconhecimento. Averbação da paternidade, emissão de nova certidão de nascimento etc.

      • Pois e se todo ato no cartório tem valor tabelado. O reconhecimento de paternidade espontâneo nunca sairá sem custo. Pois no meu caso, pagamos pelo termo de reconhecimento de paternidade, pagamos pelo reconhecimento de firma das assinaturas de genitor e genitora, e ainda não conseguimos pagar a averbação na folha do registro no cartório. R$287,00 pra emitir a nova certidão de nascimento

  11. Como consigo o nome do genitor no registro dá criança que estou esperando pois o pai dá criança se encontra foragido dá justiça mas quero muito que meu BB tenha o nome do pai.

  12. Cara colega, li seu artigo e achei muito bom, informativo. Mas tenho uma duvida, sou também advogado, recém-formado fui procurado por uma amiga que mora na holanda hoje e que teve uma filha de um holandes aqui no Brasil, registrada só com o nome dela. Só que os pais o holandes e a minha amiga já moram juntos desde antes da filha nascer. Moram todos na Holanda. Ele sempre quis reconhecer a filha, mas por condições financeiras não podem vir toda família ao Brasil para tal feito. Ela, a mãe como tem parentes por aqui vem daqui a alguns dias visitá-los e gostaria de aproveitar e fazer a averbação desse registro. Pergunto, o pai não vai vir. Ele pode mandar uma declaração de sua vontade de reconhecimento e ela trazer até o cartório? Precisa estar na língua estrangeira e depois ser traduzida por juramentado? pode essa averbação ser feita por vias administrativas, no cartório mesmo? quais dispositivos ou institutos posso me apoiar? Obrigado

  13. Boa noite, tenho uma filha de 2 anos, o pai dela se encontra preso, fui a assistente social ela me deu uma procuração com a assinatura do preso e do diretor da cadeia em qual ele se encontra e pediu para mim ir ate onde minha filha foi registrada e levar essa procuração que é o reconhecimento da paternidade. Sendo que vou ter que pagar uma taxa. Qual é o valor?

    • Olá Debora, tudo bem?

      Os emolumentos cobrados pelos cartórios variam de acordo com a tabela de emolumentos de cada estado. Por esse motivo orientamos que entre em contato com o cartório de registro civil onde sua filha foi registrada para certificar-se do valor correto para este procedimento.

      • Eu gostaria de saber se é obrigatório o exame de DNA qd o pai quer espontâneamente registrar. Qd novo não queria saber mas agora quer registrar e quer pagar mas não exigiu DNA. Quero saber se é obrigatório ou não.

        • Olá Fabiana,

          Não é obrigatório. O exame de DNA costuma ser realizado quando a mãe recorre judicialmente para que o pai registre o filho e este nega a paternidade. Diante disso, normalmente o juiz determina a realização do exame para comprovar a paternidade.

  14. Olá, quero tirar uma dúvida.
    O padrasto da minha mãe quer reconhecer ela como filha, já que no registro dela esse campo está em branco.
    minha avó já faleceu há mais de 10 anos, mas ele quer dar isso a minha mãe em memória da minha avó..
    O procedimento é simples? Qual é o custo desse processo?
    obrigada!

    • Seção II

      Da Paternidade Socioafetiva

      Art. 10. O reconhecimento voluntário da paternidade ou da maternidade socioafetiva de pessoa de qualquer idade será autorizado perante os oficiais de registro civil das pessoas naturais.

      § 1º O reconhecimento voluntário da paternidade ou maternidade será irrevogável, somente podendo ser desconstituído pela via judicial, nas hipóteses de vício de vontade, fraude ou simulação.

      § 2º Poderão requerer o reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva de filho os maiores de dezoito anos de idade, independentemente do estado civil.

      § 3º Não poderão reconhecer a paternidade ou maternidade socioafetiva os irmãos entre si nem os ascendentes.

      § 4º O pretenso pai ou mãe será pelo menos dezesseis anos mais velho que o filho a ser reconhecido.

      Art. 11. O reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva será processado perante o oficial de registro civil das pessoas naturais, ainda que diverso daquele em que foi lavrado o assento, mediante a exibição de documento oficial de identificação com foto do requerente e da certidão de nascimento do filho, ambos em original e cópia, sem constar do traslado menção à origem da filiação.

      § 1º O registrador deverá proceder à minuciosa verificação da identidade do requerente, mediante coleta, em termo próprio, por escrito particular, conforme modelo constante do Anexo VI, de sua qualificação e assinatura, além de proceder à rigorosa conferência dos documentos pessoais.

      § 2º O registrador, ao conferir o original, manterá em arquivo cópia de documento de identificação do requerente, juntamente com o termo assinado.

      § 3º Constarão do termo, além dos dados do requerente, os dados do campo FILIAÇÃO e do filho que constam no registro, devendo o registrador colher a assinatura do pai e da mãe do reconhecido, caso este seja menor.

      § 4º Se o filho for maior de doze anos, o reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva exigirá seu consentimento.

      § 5º A coleta da anuência tanto do pai quanto da mãe e do filho maior de doze anos deverá ser feita pessoalmente perante o oficial de registro civil das pessoas naturais ou escrevente autorizado.

      § 6º Na falta da mãe ou do pai do menor, na impossibilidade de manifestação válida destes ou do filho, quando exigido, o caso será apresentado ao juiz competente nos termos da legislação local.

      § 7º Serão observadas as regras da tomada de decisão apoiada quando o procedimento envolver a participação de pessoa com deficiência (Capítulo III do Título IV do Livro IV do Código Civil).

      § 8º O reconhecimento da paternidade ou da maternidade socioafetiva poderá ocorrer por meio de documento público ou particular de disposição de última vontade, desde que seguidos os demais trâmites previstos neste provimento.

      Art. 12. Suspeitando de fraude, falsidade, má-fé, vício de vontade, simulação ou dúvida sobre a configuração do estado de posse de filho, o registrador fundamentará a recusa, não praticará o ato e encaminhará o pedido ao juiz competente nos termos da legislação local.

      Art. 13. A discussão judicial sobre o reconhecimento da paternidade ou de procedimento de adoção obstará o reconhecimento da filiação pela sistemática estabelecida neste provimento.

      Parágrafo único. O requerente deverá declarar o desconhecimento da existência de processo judicial em que se discuta a filiação do reconhecendo, sob pena de incorrer em ilícito civil e penal.

      Art. 14. O reconhecimento da paternidade ou maternidade socioafetiva somente poderá ser realizado de forma unilateral e não implicará o registro de mais de dois pais ou de duas mães no campo FILIAÇÃO no assento de nascimento.

      Art. 15. O reconhecimento espontâneo da paternidade ou maternidade socioafetiva não obstaculizará a discussão judicial sobre a verdade biológica.

  15. Tenho uma dúvida se o reconhecimento da paternidade acontece com um filho adulto este filho e obrigado a colocar o sobrenome do pai ao seu,sendo assim tbem e obrigado a mudar todos os seus documentos CNH RG CPF título de eleitor cartões de banco certificado de faculdade……?

  16. Tenho um filho de 4 anos, ná época que ele nasceu eu estava viajando aí a mãe dele registrou ele só no nome dela e procurou a defensoria pública. E chegamos a fazer o exame de DNA que deu positivo ( ele é meu filho) eu junto com ela fomos no fórum e vimos o resultado do exame, mas não deixaram a gente ficar com o papel do resultado do exame, disseram que o juiz iria entregar na audiência, sendo que essa audiência não foi marcada até hoje, tem mais de 1 ano que saiu o resultado!
    Bom, eu quero acrescentar meu nome na certidão do meu filho de 4 anos, gostaria de saber se eu e a mãe do meu filho podemos ir resolver no cartório ou se temos que esperar a tal audiência, se caso podemos ir no cartório, quais documentos eu e a mãe do meu filho precisamos levar no cartório e qual o valor a pagar?

    • Olá San, como vai você?

      O genitor pode requerer o reconhecimento de paternidade tardia espontânea, diretamente no cartório de registro civil, independente do cartório que registrou o nascimento do filho, porém a genitora deverá acompanhar a manifestação desta informação, em caso do filho menor de idade; os pais deverão estar munidos de seus documentos pessoais originais e a certidão de nascimento original do filho.

  17. Olá, tenho 38 anos, resido em Recife e meu suposto pai em SP. Gostaria de dar entrada no reconhecimento tardio de paternidade. Consegui tds os dados dele, bem como endereço e telefone. Devo ir à um cartório civil ou seria outro procedimento? Obg

  18. Ola meu pai vai me registrar agora com 20 anos e eu gostaria de saber de no momento em que ele for me registrar eu posso adicionar ao meu sobrenome o sobrenome da Avó dele, é um sobrenome lindo e de importância para a família não queria que o sobrenome morresse com ela pois ele não carrega este sobrenome só a avó dele, tem como fazer isso assim que ele me registrar ou é outro processo?

      • Olá boa noite eu me chamo Marina tenho um filho de 1 ano e 3 meses e eu sou do Maranhão e o pai é do Rio de Janeiro sendo que eu registrei ele no Maranhão e agora eu estou no Rio e o pai quer reconhecer paternidade sendo que a gente foi no cartório hoje e eles me falaram que eu tenho que ir no cartório que ele foi registrado para reconhecer paternidade É isso mesmo?

  19. O o pai da minha filha encontra se preso ela tem 4 meses eu peuei um paapel cujo para mim assinar e llevar ao cartorio mas nao tenho condiçoes de pagar quanto sera que è no cartorio de Itaquera??

  20. Eu moro em outra cidade longe da onde eu tegistrei mitegistrei, agora o pai quer registrar , posso registrar em outro cartorio? Como faço? Quais documentos , e informações que temos que dá?

  21. Gostaria de entra com um processo para ser reconhecido como filho,mais já tenho 35 anos e estou casado,quais documentos necessários para entrada com esse processo?

  22. Ola,
    Tenho 24 anos e fui registrado pelo marido da minha mãe na época, Agora eu e meu pai tem interesse em colocar o nome dele na minha certidão, é possível sem entrar na justiça, apenas via cartório? vai mudar a data de registro na minha certidão? A quem me registrou já e falecido.
    quais documentos necessário para fazer o reconhecimento de paternidade?
    posso dar entrada na cidade onde moro? pois meu registro é em outro estado.

    Desde já Obrigado,

  23. Olá tenho uma filha de dois anos ela só está registrada no meúltimo nome e meu atual marido quer colocar o nome dele no registro dele gostaria de saber qual o valor?

  24. Olá, eu tenho uma filha de 1 mês, e não tenho ctz da paternidade dela. O suposto pai disse que faz o exame. Mas no momento não estamos podendo fazer numa clinica particular. Como posso proceder?

  25. Olá, tenho 22 anos e na minha certidão só tem o nome da minha mãe. Não tenho muitas informações sobre o meu pai, só o vi poucas vezes na vida e ele nunca fez questão de reconhecer a paternidade. Gostaria de saber se eu mesma posso dar entrada no processo de reconhecimento, pois já sou de maior, e se sim, seria possível dar entrada com apenas o nome do genitor sem nenhuma outra informação?

  26. Minha filha tem quatro anos de idade
    Quero fazer o reconhecimento tardio espontâneo , tenho absoluta certeza que é minha filha e eu e a mãe dela somos casados agora na época eu estava viajando .
    O que é preciso nesse caso para ela preencher o campo em branco e ter o nome do seu pai(eu)?e pago ou grátis?

  27. Olá, em meu caso os meus pais não me registraram. Portanto não tenho nem o nome do pai e muito menos o da mãe. Para que eu estudasse foi feito “uma espécie de certidão de nascimento “. Nela só consta o meu nome e o de minha avó adotiva. Esse documento, (minha situação ) ,causou e me causa muito constrangimento. Tenho vergonha de expor meus documentos porque ao fazelo as pessoas logo perguntam quem são meus pais. Essa pergunta doe na alma!
    Sei que mesu pais estão vivos. Já tenho 21 anos e quando fiz 16 iniciei a luta para conseguir o reconhecimento deles. Não sei mais o que fazer. Por favor me ajudem!

  28. Oi eu engravidei e o meu ex marido assumiu minha filha . .. Só que agora estou morando com o pai biológico dela e ela só tem 2 anos.. e ele quer muito que a filha tenha o sobrenome dele Gostaria de saber se tem como eu mudar o registro dela sem precisar desse processo todo de exames . E quanto ficaria..

    • Olá Ozanan, como vai?

      Todos os emolumentos cobrados nos cartórios variam de acordo com cada estado, com base em uma Tabela de Emolumentos. Desta forma a verificação precisa ser realizada junto ao cartório da sua região.

    • Olá Ozanan, como vai?

      Todos os emolumentos cobrados nos cartórios variam de acordo com cada estado, com base em uma Tabela de Emolumentos. Desta forma a verificação precisa ser realizada junto ao cartório da sua região.

  29. Tenho 33 anos, nascimento foi no estado no Pará e o casamento no RJ onde moro hoje. Meu pai mora na Bahia e quer fazer o reconhecimento de paternidade. É possível fazer isso através de procuração? Em qual cartório é necessário fazer, no de nascimento ou de casamento?

  30. Olá minha ex namorada mora no mesmo estado q eu mas porem a 700 km ela me falou q estava grávida e q a criança era minha, tive dúvidas e quando nasceu ela veio na cidade q moro e pagamos o DNA, q comprovou q sou o pai, minha filha está cm 2 meses e quero incluir meu sobrenome no registro dela,fui no cartório da minha cidade eles me falou q eu teria q comparecer no cartório de origem do nascimento da criança, mas no momento não tenho condições pra ir até la, queria saber c teria como a mãe da criança poderia fazer a alteração com algum documento meu ou c teria eu fazer algum documento autorizando a mesma a fazer a alteração por mim.
    Obg!!

      • No meu caso, o nenem nasceu em um Estado no norte e o pai está na Bahia.

        O cartório que fez o registro no norte, aceitará um termo de reconhecimento de paternidade espontâneo. E isso custa R$ 287,00.

        Até hoje o pai não mandou. Alega que está caro.

        Eu já tenho todas as outras despesas. Não posso pagar

  31. Olá ,
    meu namorado tem hoje 48 anos e não tem o nome do pai no registro de nascimento,i pai faleceu recentemente mas existe o desejo dele. E da irmã terem o nome do pai,a mãe hj com 76 anos não explica pq não colocou o nome do pai no registro mesmo eles terem morado juntos por 48 anos.cono devemos proceder para a mudança desse registro e ter o nome do pai??

  32. olá, tenho uma filha de 3 anos, ela é so registrada no meu nome… Porem, preciso que o pai dela registre ela, conversei com ele, e ele nao me respondeu… lembrando que ele mora em São Paulo e eu em curitiba… ele sabe da existencia dela e tudo, fala que vai pagar pensão, mas nao faz isso, e como disse eu realmente preciso, pois ano que vem ela vai para a escola e sem o nome dele nao consigo matricular ela, o que eu faço???

    • Olá Thalia, tudo bem?

      Neste caso é possível que você entre com pedido de reconhecimento de paternidade diretamente no fórum da sua cidade. O processo pode levar cerca de 6 meses, sendo mais rápido quando ocorre o reconhecimento de paternidade de forma voluntária.

  33. Olá boa tarde, tenho um irmão mais velho apenas por parte de mãe, meu pai quando se casou com minha mãe fez o reconhecimento de paternidade dele, porém minha mãe não quis levar no cartório onde meu irmão foi registrado para averbar porque ela tinha esperança do pai dele que era muito rico reconhecer o filho. Anos se passaram e nem meu irmão quis ter o nome do meu pai na certidão. Agora ele com 38 anos, três filhos e meu pai doente no CTI à beira da morte ele quer esse documento para averbar e passar a ter direito sobre a herança dele. Existe prazo para essa averbação? Esse reconhecimento pode ser anulado por lei? Ele está agindo de má fé.

    • Olá Fabiana, bom dia.

      Primeiramente, registrar uma criança sabendo que não é o pai é crime. O que sugerimos é a verificação com um especialista (advogado) a melhor de solucionar o ocorrido ou uma forma de anular tal reconhecimento.

  34. Olá meu nome e vanderleia moro em Petrolina tenho uma filha de 12 anos o pai nunca quis saber dela e agora ele mandou eu fazer um exame de dna so que não tenho como fazer pago .queri saber como eu faço pra entrar com reconhecimento de paternidade com direito a o exame de dna

  35. Olá meu nome e vanderleia moro em Petrolina tenho uma filha de 12 anos o pai nunca quis saber dela e agora ele mandou eu fazer um exame de dna so que não tenho como fazer pago .queri saber como eu faço pra entrar com reconhecimento de paternidade com direito a o exame de dna

  36. Oi Bom Dia!
    Coloquei o pai da minha filha na justiça desde quando eu estava grávida ela nasceu e ele não quis registrar ele pediu o teste de paternidade, depois de um tempo ele desistiu do teste e fez o registro de nascimento dela mas agora ele mudou de ideia agora ele quer o exame de DNA o exame já foi marcado . Gostaria de saber se eu sou obrigada a comparecer pra fazer o exame porém ele já havia registrado ela espontaneamente?

  37. Olá, minha filha tem 2 anos, quando ela nasceu, meu marido nao pode ir até o cartório registra-la, assim ela foi registrada apenas pelo nome da mae e avós maternos, agora gostariamos que o nome do pai fosse reconhecido, mesmo sabendo quem ele é, e o mesmo aceitando, é obrigatório fazer exame de DNA? Quanto tempo leva esse processo?

  38. Entrei com processo de reconhecimento de paternidade e alimentos em 2009 onde só agora saiu a escritura onde consta o sobrenome muito extenso do menor , queria saber se posso alterar o sobrenome no ato da elaboração do novo registro , pois até agora não entendi o por que desse sobre nome tão extenso assim

  39. Bom dia. O pai biologico da minha filha que hoje tem 14 anos nao quis reconhecer a paternidade e meu atual marido quer reconhecer a paternidade como pai legivel. E possivel dar o sobrenome dele como pai dela??

  40. Oie , tenho um filho e registrei ele só no meu nome não vivo com pai dele. é o pai que registralo to em outra cidade posso registra ele aqui na cidade que estou agora ,ou só na que ele nasceu ??

  41. Olá Meu é Cristiano Santos, minha filha nasceu na Bahia e atualmente resido em São Paulo, seii q preciso de uma declaração de paternidade para a mãe dela conseguir registrar meu nome, mais não posso mandar os meus documentos originais e estou sem rg, posso mandar a carteira de trabalho autenticada?

  42. Oi
    Minha filha tem um mês eu registrei só no meu nome o pai pediu DNA fomos no fórum e fizemos deu negativo . Na época que ficamos fiquei com outra pessoa e disse qe tinha dúvida dele e outro para ser pai da bebê ele não quis saber e eu não sei o endereço nada dele porqe ele tava de passagem na minha cidade. Agora o outro que deu negativo quer assumir assim mesmo sera que ele pode registrar?.

  43. ola sou mayke tenho uma filha de 1 ano e so agora descobri porq me mudei de bairro eu e a mae dela concordamos em eu registrar a criança ela e registrada so no nome da mae . eu preciso fazer exame de dna para mudar o registro dela mesmo tendo a serteza da paternidade?

  44. Qd mas nova o pai da minha filha era moleque é não queria saber de registrar ela agora ele está com 33 anos e ela com 19 e hj ele quer registrar mas disse q reconhece q é pai e não quer fazer DNA. E possível ele registrar sem precisar do DNA.

    • Olá Fabiana,

      Não é obrigatório. O exame de DNA costuma ser realizado quando a mãe recorre judicialmente para que o pai registre o filho e este nega a paternidade. Diante disso, normalmente o juiz determina a realização do exame para comprovar a paternidade.

  45. Meu filho tem 11 anos e o pai nunca procurou Agora ele quer registrar o menino no nome dele como que eu faço e meu filho só tem o meu sobrenome como que eu faço para colocar o sobrenome do pai

  46. Meu pai morreu e antes de morrer pediu a minha irma mais velha, unica registrada em nome dele, que colocasse o nosso nome na certidão de óbito e depois que fosse incluso nome dele no meu registro, queria saber se com esse certidão de óbito dele e assinatura da minha irma eu consigo colocar o nome dele no meu registro, é uma coisa que eu sonho em ter, e tenho 46 anos ja,mas isso me fez muita falta na vida.Minha irma ja falou que assina qualquer documento que precise para eu ter o nome do meu pai na minha certidão pois era vontade dele.

  47. Bom dia!
    Tenho um primo com apenas 14 anos que acaba de ser pai. Como ele deverá fazer para registrar a criança, uma vez que ele é de menor?
    Já foi feito o teste de DNA comprovando a paternidade.

  48. Olá boa tarde sou Claudiana e tenho uma filha de 2 anos só que o pai não estava comigo quando nasceu e eu precisava do registro dela pra viaja para onde ele .E agora queria sabe se onde agente morra podemos arrumar o registro dela

  49. Olá
    Moro no recife,quando estava grávida viagei para o Rio de janeiro para visitar parentes e minha filha acabou nascendo lá,tive que registra-la para poder voltar para o lugar onde moro,porém desde antes de engravidar moro com o pai dela aqui em Recife,nesse caso o que devo fazer?

  50. Gostaria de saber qual e o procedimento quando o Padastro quer registrar o seu enteado como filho.
    Pois eu tenho um filho que só tem o meu nome em sua certidão de nascimento.. e quer muito que o seu Padastro que ele chama de Pai o reconheça como Pai… meu filho tem 10 anos..
    Como posso proceder?

  51. Bom dia.
    Me chamo Karen, sou de maior e não tenho o nome do meu pai em meu registro de nascimento. Ele mora na mesma cidade que eu. Quero saber se eu sozinha juntamente com ele, posso fazer o reconhecimento de paternidade e assim ter o nome dele?

  52. Registrei meu filho em Natal Rn ,o pai dele veio pra São paulo e eu cabei registrando sem o nome dele no registro do meu filho, atualmente moro com o pai dele em São paulo ele quer registra mais só poderiamos fazer o reconhecimento espontâneo onde foi realizado o primeiro registro.?

  53. Gostaria de saber qual procedimento que devo fazer para registrar minha filha. Sendo o pai já falecido, e já tenho o exame de DNA comprovando a paternidade:

    • Olá Gabrielle,

      Você era casada com o pai da sua filha? No caso de o pai e a mãe da criança serem legalmente casados, e se ocorrer o falecimento do pai antes do nascimento da mesma, a mãe, agora viúva, consegue realizar o registro normalmente, diretamente no Cartório, desde que esse nascimento tenha ocorrido 300 dias contados a partir da data da morte do pai.
      Porém, caso não sejam casados, será necessário ingressar com ação judicial de investigação de paternidade.

  54. Olá Boa noite , gostaria de saber como faço para registrar meu filho no nome do pai . PORÉM o pai tenha falecido a uma semana , como faço isso ?

    • Olá Mislaine,

      Você era casada com o pai do seu filho? No caso de o pai e a mãe da criança serem legalmente casados, e se ocorrer o falecimento do pai antes do nascimento da mesma, a mãe, agora viúva, fará o registro normalmente, diretamente no Cartório, desde que esse nascimento tenha ocorrido 300 dias contados a partir da data da morte do pai.
      Porém, caso não sejam casados, será necessário ingressar com ação judicial de investigação de paternidade.

  55. Olá boa tarde me chamo Elaine , já tenho um processo na defensoria, já tenho o exame de DNA que consegui fazer antes do pai do meu filho morrer que comprova a paternidade, mas sempre quando vou ver meu processo me dizem que vai demorar pra sair o registro civil do meu filho. Quando tempo demora para esse registro ficar pronta já que tenho o exame?

    • Olá Kamilla,

      Em qual estado e cidade você está localizada? No Rio de Janeiro, por exemplo, este procedimento tem custo médio de R$45,00 para averbação da paternidade no registro do nascimento (Com base na Tabela de Emolumentos vigente).

  56. Meu pai faleceu em um interior bem distante onde moro, eu não tenho o nome dele na minha certidão.
    Gostaria muito de colocar o nome do meu pai na minha certidão como fazer?… Há necessidade de ter atestado de óbito?…pois como é um interior ainda muito atrasado e ele morreu em casa eu não tenho atestado de óbito.

  57. Olá. Fiz o exame de DNA pela justiça e agr tenho q registar o menino (tem dois anos) ele tem o registo do com nome da mãe. É nescessario que eu vá no cartório junto com a mãe pra poder registrar? Ou ela ir lá fazer e eu ir depois só pra assinar? Pq eu nao quero ter q encontrar com ela.

  58. Tenho um filho de 1 ano e 6 meses registrado so no meu nome mais tem contato com os avós paternos o pai dele até hoje não registrou o cartório entrou com um proceso de reconhecimento de paternidade eu gostaria de saber quanto tempo demora pra primeira audiência pq até agora não tive retorno já tem quase 3 meses ja

  59. Ola bom dia eu fui separado do meu pai quando criança e dai fui registrado so com o sobre nome da mae e so agora depois de 31 anos tive o previlegio de reencontralo so q dai ele vai reconhecer a paternidade porem fui registrado na bahia numa cidadezinha do interior hoje eu resido em sao paulo o meu pai tambem. Dai gostaria qual procedimento posso ta fazendo para colocar o nome dele no meu certidao de nascimento e se é possivel fazer tudo daqui sem precisar ir na Bahia? Obrigadoo.

  60. Minha filha vai fazé um mes o pai dela ta preso dei o nome dele e o do presidio no cartorio pra ele registra ele ta doido p ver a filha quanto tempo demora essa tramitacao da justica

  61. Olá Boa noite
    Uma moça diz que o bb que ela tem é do meu filho….o bb acabou de nascer tem 3 dias..

    Meu filho não se recusa em registrar mais queria ter certeza que o bb é filho dele…
    É possível ele pedir uma investigação de paternidade…antes de registrar???

  62. Minha namorada foi registrada com o nome do pai e com o nome da madastra. Porém a mãe biológica quer assumir a maternidade, entretanto ela mora na Austrália. Minha namorada está indo morar com ela, gostaria de saber o que deve ser feito? Tendo em vista que ambas estarão na Austrália e não sei se o consulado presta esse tipo de serviço. Obs.: a madastra está de acordo em mudar a documentação!
    Agradeço de já!

  63. Preciso que minha mãe faça uma escritura pública de reconhecimento de paternidade para cidadania italiana , mas infelizmente ela já faleceu , o que fazer.

  64. Boa Noite?
    Eu tenho uma filha que sua mãe desapareceu com ela à 29 anos. Ela me encontro e quero registrar ela com meu nome. Ela também quer, mas como fazer isso se, sua mãe não mora no mesmo Estado. Posso fazer o registro mesmo a mãe não querendo o registro? como devo proceder?

  65. Meu pai tem 51 anos e o seu pai já está falecido a 5 anos! O sonho do meu pai é ser reconhecido, através de exame de dna entre os irmãos é possível fazer esse reconhecimento já que o pai já é falecido?

  66. Olá! Gostaria de saber se no caso do reconhecimento de paternidade quando o filho já é maior de idade, se vai constar na certidão a data que o pai o reconheceu, ou se consta penas a data original da primeira certidão. Desde já obrigada!

  67. Bom dia!

    Meu de criação faleceu e ele possuía um filho biológico anterior ao relacionamento com minha mãe, porém esse filho foi registrado em nome dos avós maternos dele. Ao fornecer os dados para a certidão de óbito, nós informamos o nome desse filho como sendo herdeiro legítimo, agora para fazer o inventário, a defensoria pública diz que ele tem q entrar com processo de reconhecimento de paternidade e que teremos que fazer até a exumação do corpo devido ao fato de meu pai não possuir nenhum outro filho biológico. Eu soube que seria possível a minha mãe, como única herdeira legítima, fazer esse reconhecimento de paternidade diretamente no cartório, através de um advogado. Gostaria de saber se essa informação procede e em caso positivo, como deve ser feito?

    Grata,

    • Olá John,

      A emancipação não altera a idade, ela apenas torna o menor independente para resolver determinadas situações em que seria necessário autorização dos pais. Para solicitar a emancipação é obrigatório que tanto o pai quanto a pai compareçam junto ao interessado no Cartório de Notas para autorização.

  68. Eu tenho uma filha com uma mulher e essa minha ex teve um menino com outro cara mais o pai da criança fez e sumiu o menino esta com quase 3 anos o menino vive vindo pra minha casa quando vou buscar minha filha pra ficar comigo eu amo o menino queria registar ,queria saber se eu posso e quanto isso ficaria pois o menino esta só no nome da mãe ? Obrigado moro em São Paulo

  69. Bom dia .Meu ex marido e gringo e agora quer registrar minha filha e leva a mesma para o seu país q é a Holanda , mas ele também precisa de outro documento q se chama (ato de reconhecimento ), para q se possa ser feito um visto de moradia lá.onde posso tirar esse novo documento?

  70. Olá, bom dia!
    Eu tenho 31 anos, fui registrado em um outro estado por conta de uma transferência de trabalho da minha minha na década de 80 e meu pai não estava com ela na época, gostaria de saber se agora com a nova lei meu pai ao fazer o reconhecimento de paternidade pode também alterar a minha cidade de Nascimento para aquela que pertence toda minha família.. “na nova lei Crianças poderão ser registradas nas cidades onde os pais residem” essa lei também se aplica no meu caso?

  71. Olá meu filho tem 11 anos por fatos que aconteceram na época do seu nascimento fui embora sem permitir que o pai
    o registrasse, mais ele tinha contato combo pai,e o pai dele faleceu à um ano e meu filho e a família do pai dele querem registra ló no nome do pai. Como faço e o que precisa para esse procedimento?

  72. Tenho 72 anos e preciso urgente da averbação do nome do pai na minha certidão de nascimento. Meu pai já faleceu e minha mae também, tenho dois meio irmãos que moram em Cuiabá – MT que já fizeram uma declaração simples reconhecendo o nosso parentesco mas se prontificam em ir em juízo e reconhecer a nossa irmandade, moro na Irlanda em Dublin o que fica difícil de fazer o teste de DNA. Pergunto como devo proceder

  73. Bom dia,eu já fiz o procedimento na Defensoria Pública com o teste de DNA e a paternidade foi reconhecida, porém ao irmos ao Cartório para a devida averbação nos quiseram cobrar um reconhecimento de firma meu e do pai. Gostaria de saber se procede,pois não temos condições financeiras de arcar com essa custa e nisso já se passou seis meses e minha filha ainda não tem o nome do pai na certidão. Desde já agradeço. Obrigada.

  74. Olá, tenho 28 anos e fui registrado pelo meu padrasto. Nunca tive um bom convívio com meu padrasto e ele sumiu, foi morar com a família dele.
    Mas sempre mantive contato com meu pai biológico e hoje ele quer fazer o reconhecimento de paternidade e eu aceitei.
    Gostaria de saber se isso é possível, já que sou registrado pelo meu padrasto e se esse reconhecimento for possível eu teria que fazer o DNA?

    Obrigado pela atenção

  75. Olá, tenho uma dúvida. Tenho 27 anos e fui registrada quando criança pelo meu pai de criação. Entretanto conheci meu pai biológico há 1 ano, fizemos DNA e deu positivo. Gostaria de acrescentar o nome do meu pai biológico no meu registro de nascimento, e ele concorda. Como isso poderia ser feito? Somente indo no cartório com ele é possivel alterar? Gostaria que constasse no meu registro o nome dos dois. Ou preciso de autorização judicial?
    Agradeço a atenção.

  76. Boa noite caso complicado mh filha foi registrada por outro homem sem ser o pai dela agora ele quer ir tirar o nome dele do Rg dela tudo bem vamos lá tirar não vou impedir vou deixar ela só no meu nome só que o pai verdadeiro dela mora em outra cidade queria saber se quando chegar nessa cidade ele poderá pôr o nome dele no registro dela nessa cidade ou tem que ser no mesmo cartório que eu à registrei????

  77. Tenho uma dúvida se o reconhecimento da paternidade acontece com um filho adulto este filho e obrigado a mudar todos os seus documentos CNH RG CPF título de eleitor cartões de banco certificado de faculdade……?

  78. Olá, no dia de registrar o meu filho o pai não vai poder comparecer ao cartório pois está trabalhando em outra localidade, como faço para registrar a criança sem a presença dele e com o nome dele no registro ?

  79. Bom dia.
    Gostaria de saber se tem a possibilidade no caso do pai falecido, dos irmão com paternidade reconhecida fazerem uma declaração de reconhecimento de paternidade do irmão não reconhecido? Isso é possível?

  80. Olá,sou Andréia tive um bb e registrei ele só em meu nome, agora o pai dele quer registra ele em seu nome também..Eu concordo só gostaria de saber se eu também preciso esta presente no cartório e quais documentos é preciso,ou se é só o pai dele ir ao cartório com os documentos pessoais do bb e dele para registra-lo como filho?

  81. Oi boa tarde meu filho tem 6 dias de nascido, registrei so no meu nome como faço pra incluir o sobrenome do pai moro em BH/MG? Tenho que ta pagando algum valor?

  82. Tenho um sobrinho que tem 3 filhas menores, uma com 3 anos, outra com 2 anos e outra com 1 ano incompleto. A mãe das crianças faleceu em Março/2018. Eles não eram casados, apenas moravam juntos e dessa união tiveram essas três crianças. As crianças estão registradas somente no nome da mãe. Agora com o falecimento da mãe, o pai resolveu fazer o reconhecimento de paternidade.
    Não tem nenhuma foto, nem cartas,nem conta conjunta e nem mesmo correspondências, juntos.
    1 – O que eu quero saber é o seguinte: Terá que ser feito o teste de DNA porque a mãe já é falecida?
    2 – Se por acaso alguma criança não for filha dele, ele poderá registrá-la como adoção?

    • Olá Norma,

      Neste caso será necessário o teste de DNA, sim. Caso alguma criança não seja filha dele, ele terá que fazer o pedido de
      adoção na Vara da Infância e Juventude do fórum mais próximo da sua residência.

  83. Olá tenho uma bebê que está fazendo 15 dias hoje. O pai está em São Paulo é ainda não veio para o Rio registrar a filha.Teria como ele resolver a situação de um cartório em São Paulo é com isso eu conseguir registrar ela aqui no Rio com o nome dele é sem a presença dele?

  84. OLÁ, TENHO 21 ANOS, NÃO SOU REGISTRADA MAS MEU PAI SABE DA MINHA EXISTÊNCIA DESDE QUE NASCI, ELE ME PROCUROU SOMENTE AOS 15 ANOS QUANDO EU TIVE QUE FAZER UMA CIRURGIA, MAS NÃO ME REGISTROU, EU QUERO SABER SE ELE ME REGISTRAR AGORA, ELE IA SER OBRIGADO A ME PAGAR PENSÃO ATRASADO ? MESMO EU SENDO MAIOR DE IDADE ?
    ** POIS É UM DIREITO MEU, E MEU PAI TEM CONDIÇÕES!

    ATENCIOSAMENTE

  85. OLÁ
    BOA NOITE!
    TENHO 33 ANOS E NÃO TENHO O NOME DO MEU PAI NA MINHA CERTIDÃO, POSSO SOLICITAR SOZINHA? NÃO SEI O SEU ENDEREÇO, SO NOME COMPLETO. COMO DEVO PROCEDR?

    • Olá Fabia,

      Você consegue solicitar sozinha sim, porém será necessário possuir informações da localização do suposto pai. Você pode dar entrada no processo no Cartório de Registro Civil em que seu nascimento foi registrado, o próprio registrador se encarregará de enviar o pedido ao juiz competente, que notificará o suposto pai a manifestar-se em juízo se assume ou não a paternidade. Confirmado o vínculo paterno, o magistrado determina ao oficial do cartório onde o filho foi originalmente registrado para que o nome do pai seja incluído na certidão.
      Caso o suposto pai intimado não compareça à Justiça no prazo de trinta dias ou negue a paternidade, o caso será remetido ao Ministério Público ou à Defensoria Pública, para seja iniciada ação judicial de investigação.

  86. Boa tarde tenho um filho de 1 ano e 4 meses nasceu em Minas mas eu e o pai somos cariocas e agr o pai q reconhece-lo cm filho porém ele está presso e queríamos que a certidão dele fosse aqui do Rio de janeiro sei os procedimentos que devo tomar pra fazer o reconhecimento do BB msm cm o pai presso mas queria saber se posso fazer esse reconhecimento aqui no Rio sem precisa ir ao cartório onde meu filho foi registrado.

    • Olá Carla,

      Sim, vocês podem efetuar os procedimentos no Rio de Janeiro, qual o cartório irá comunicar as informações posteriormente ao Cartório de Registro Civil em que seu filho está registrado. Salientamos que isso não irá alterar o registro de localidade, qual a certidão permanecerá com seu registro sendo em Minas.

  87. Depois de 21 anos meu pai resolveu me registrar hj ja tenho 2 filhos .. e sou casada.. mais posso mover alguma ação.. pra que ele me pague algo pois nunca me deu nada ..

  88. Olá! Sou Angela tenho 35 anos , sou casada. Não tenho o nome do meu pai no meu registro , e agora eu estou qrendo que ele coloque. Ele mora em outra cidade. O que devo fazer? Quais os procedimentos?

    • Olá Ângela,

      Seu pai pode providenciar uma Escritura Pública de Reconhecimento de Paternidade, no Tabelionato de Notas mais próximo a residência dele, e posteriormente enviar a você este documento para que você solicite a averbação no Cartório de Registro Civil em que seu nascimento está registrado.

    • Olá Alexandre,

      O genitor pode requerer o reconhecimento de paternidade tardia espontânea, diretamente no cartório de registro civil, independente do cartório que registrou o nascimento do filho. O pai deverá estar munido de seus documentos pessoais originais e a certidão de nascimento original do filho. Caso o filho já tenha atingido a maioridade, o genitor e filho deverão comparecer no cartório, munidos de seus documentos pessoais e originais, certidão de nascimento original do registrado, comprovantes de residência e certidões dos distribuidores forenses (da Justiça Estadual – distribuição criminal execuções criminais; da Justiça Federal – distribuição cível e criminal e execuções criminais; certidão de protesto no Cartório de Protesto e antecedentes criminais).

  89. Tenho 33 anos, sou casado e quero colocar o nome do meu pai no meu registro, mas hoje só tenho certidão de casamento, qual o procedimento que devo fazer?

    • Olá Charles,

      A certidão de casamento não anula a certidão de nascimento. O procedimento é o mesmo em todos os casos, sendo necessário comparecer junto ao seu pai no Cartório de Registro Civil em que seu nascimento foi registrado para solicitar o procedimento.

  90. Tenho 36 anos, fui registrado em nome dos meus avós maternos…minha mãe faleceu… E agora quero pedir o reconhecimento paterno… Como proceder???

  91. Boa tarde pessoal!
    Bom… Tenho 17 anos e sou de Belém do Pará. Minha mãe e meu pai nao vivem juntos desde que eu era bebê, e devido a essa separação, não possuo o sobrenome do meu pai na minha certidão. No decorrer do tempo eu comecei a pensar em procurá-lo para explicar e pedir pra ele me registrar. Assim fiz, e consegui! Só que ele tem ido frequentemente no cartório para fazer o reconhecimento, pois não tínhamos nos informado melhor sobre o processo antes de tudo. Porém, chegou um momento em que pediram o acompanhamento da mãe no caso, só que ela já é casada e tem medo de ir participar, justamente pq, como ela diz: “Eu não tenho mais nada a tratar com seu pai. Eu já sou casada e não quero pôr em jogo isso tudo.” Tento explicar, mas é bem ruim essa situação. Por isso gostaria de saber: Existe algum método para realizar o reconhecimento tardio, sem que um dos responsáveis precisa estar presente?

  92. Gostaria de saber se tem alguma boroclacia se caso meu marido que cria minha filha até hj registrar ela, pq o pai não quis saber dela e sumiu ela só tem meu nome na certidão quero saber se tem algum problema??

  93. Boa tarde !

    Tenho uma filha com 1 mês registrada só em meu nome, agora o pai quer registrar também e eu estou de acordo, nesse caso é só irmos no cartório que ela foi registrada e fazer a alteração ou precisa de um exame de DNA? E quanto tempo leva para sair a nova certidão de minha filha ?

  94. O meu esposo está no estado de SP e eu em SE, a BB tem um mês e já foi registrada , mas quando eu for pra lá quero acrescentar o nome dele no registro , isso paga?

  95. Boa noite ,meu esposo tem uma filha que mora no ceara , e nos moramos no rio de janeiro ,como ele pode fazer esse reconhecimento de paternidade já que não mora no mesmo estado .desde já agradeço.

    • Olá Nívia,

      A filha que será reconhecida é menor de idade ou maior de idade? Pois caso seja menor, será imprescindível que a mãe esteja presente com o pai no Cartório de Registro Civil. Caso seja maior de idade, o pai conseguirá realizar as solicitações no Cartório de Registro Civil mais próximo.

  96. Tenho um filho de 6 anos e não registrei, só a mãe boto o nome, eu e a mãe estamos dispostos a botar meu nome. Como faço?preciso levar alguma testemunha? E o custo de 2 via de certidão de nascimento?

    • Olá Edson,

      Como explicamos no artigo, você e a mãe do seu filho deverão comparecer no Cartório de Registro Civil em que seu filho foi registrado, munidos de seus documentos pessoais originais e a certidão de nascimento original do filho para solicitar esta inclusão.

  97. Preciso de uma ajuda
    Tive duas crianças uma garota hoje com 8 anos e um garoto com 5 anos, ( este a mãe foi embora grávida para o estado de Pernambuco) , soube a algum tempo que ela faleceu, as crianças ficaram com a avó materna , não registrei as crianças, porém agora quero registra-los e cuidar deles… Como faço? Fui no cartório próximo aoeu trabalho com a certidão de óbito, mais uma atendente nem me deu atenção, disse que tenho que acionar a justiça, a avó está disposta a me entregar as crianças… Obrigado

  98. Tenho uma filha de 6 meses, ela foi registrada somente pela mãe. Gostaria de registrar ela, alguém sabe se é pago?, ou podem me falar quais os procedimentos?

  99. Uma prima minha tem problemas mental a justiça retirou seu bebê pois ela não tem como criar E a colocaram e um abrigo. Agora o pai do bebê apareceu e quer registra e pega o bebê é necessário fazer o teste do DNA?

  100. Boa noite. Bom fui resgistrado no cartorio de outra cidade sem a identificaçao do pai e fui embora com a minha mae pra outra cidade e ele continua la e agora passados 30 anos tenho contato com esse homen que é meu pai e ele quer me resgistrar. Gostaria de saber se tenho que voltar na cidade onde fui registrado ou posso fazer da cidade que moro.

  101. Olá!
    De acordo com o provimento nº63/2017 do CNJ é possível o reconhecimento da paternidade sócio afetiva diretamente no cartório, desde que presentes os requisitos para tanto. A dúvida é quanto a modificação do sobrenome do filho que é reconhecido, é obrigatória a modificação do sobrenome para incluir o nome de família do pai afetivo?
    Sendo obrigatório os serventuários do cartório estão autorizados a fazer tal modificação ou faz-se necessário a propositura de ação de retificação?

  102. Bom meu pai faleceu poucos meses antes da minha mãe me dar à luz hoje tenho 17 anos e infelizmente não tenho o nome do meu pai registrado, qual procedimento minha mãe teria que estar fazendo além do DNA para que consigamos colocar o sobrenome de meu pai em meu registro?
    Oba: meu pai faleceu em 20 de outubro de 2000 e eu nasci em 18 de maio de 2001

  103. Tenho 33 anos de idade. Em minha certidão tenho apenas o registro da minha mãe, o que meu tios informam que o cartório não autorizou que colocasse o nome do meu pai, pois a minha mãe ainda constava como casada com outro homem (somente na certidão de casamento dela). O meus pais tiveram uma união estável até os meus 2 anos de idade e depois ele sumiu. Retornou para São Paulo (cidade onde eu nasci e moro até hoje) quando eu tinha meus 15 anos de idade, mas depois eu sumiu novamente e só retornou para cá quando eu tinha 21 anos de idade e quando sentamos para conversar, informei que o que eu sempre quis era ter o nome dele em meus documentos, pois jamais gostei de ouvir sempre a mesma pergunta do porque eu não tenho o nome dele. Quando decidimos em ir no cartório para resolver isso, onde deixamos tudo marcado, pois devido o meu trabalho tive que deixar agendado e pedir autorização para a minha chefe, o meu pai faleceu uma semana antes de irmos no cartório realizar o meu sonho e que também era a vontade dele. Mesmo que faz 12 anos do falecimento dele tenho essa vontade que é maior que eu de ter o nome dele em minha certidão e meus documentos. Mas não sei o que posso fazer e quais os procedimentos. Alguém poderia me auxiliar para que eu possa realizar esse meu sonho? Obg.

  104. chamaram o pai do meu filho e eu para uma audiência e a juíza mandou colocar o nome dele do pai na certidão Aonde posso pegar essa nova certidão????

  105. Ola meu nome e Ivone tenho uma filha de 4 anos o pai dela faleceu a 4 anos tenho uma nova família a 2 anos quais a posabilidade de meu esposo registrar como filha , ela ja e registrada com nome do outro pai falecido

  106. Olá…eu registrei meu filho na Bahia, só no meu nome,,,agora o pai biológico quer por o nome no registro..estamos em São Paulo…..como fazer para registrar ? É preciso ele comparecer no cartório onde foi feito o registro ou aqui em SP resolve?

  107. Gostaria de saber quanto tempo tenho para registrar meu filho apos sair resultado de exame de paternidade? Ainda estou gravida e o pai só vai reconhecer depois de sair o resultado.

  108. Boa tarde
    Registrei minha filha só no meu nome …O pai tá preso… como faço para pedir uma declaração para ele preencher ? E o que é necessário para preencher a declaração?

  109. O pai da minha filha morreu antes dela nascer, então a mãe dele e eu fizemos o dna entregamos pro advogado abrir um processo so depois de 2 anos e meio foi liberado demorou muito mais graças a Deus saiu.

  110. Tenho uma filha registrada so em meu nome,o meu esposo deseja registra la sendo que ela não é filha biológica dele ,fiquei sabendo do registro de paternidade socioafetiva eu quero saber si pago algo pra dar entrada e si pago pela segunda via da certidão de nascimento

  111. Queremos fazer o pai socioafetivo para minha filha,porem a diferença dele e do meu esposo e de 13 anos,como podemos fazer?
    ELA nao tem contato com o pai,pq o mesmo nao quer,mesno tendo registrado ela no nome dela,nao faz questão,eu já so casada a 10 anos com meu atual marido,e ela assistiu uma reportagem e nos pediu para que fossemos atrás!Pode nos ajudar?

  112. Olla bom dia, Tenho 31 anos e meu pai me registrou recentemente, liguei no cartório e a documentação esta pronta, no caso da identidade, será necessário pagar como se fosse uma segunda via normal.?

  113. No caso do pai da criança ter falecido antes do nascimento, sendo que não eram casados e nem tinham união estavel reconhecida. como proceder?

  114. Olá bom dia, tenho um filho de 12 anos e um de 19, e o pai não toma nenhuma iniciativa voluntária de registra-los, posso eu mesma levar meus filhos ao cartório e pedir que o juiz obrigue ao pai a registra-los?

  115. Tenho 33 anos, meu pai agora decidiu me reconhecer como filho, eu gostaria de excluir um dos sobrenomes da minha mãe e adicionar o do meu pai, isso vai ser possível?
    Meu nome já é muito grande, tenho os dois sobrenomes da minha mãe, quero substituir um pelo do meu pai no ato do reconhecimento de paternidade!

  116. tenho um filho de 19 anos foi comprovado através do dna. gostaria de saber que tenho que fazer pra colocar meu nome no registro.pois ja foi registrado como mãe solteira.e via justiça foi feito o dna.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *